Instagram

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

CompreSempreBem: Fevereiro 2015

24 de fev de 2015

O que é a redução de pressão nas tubulações

O que é a redução de pressão nas tubulações


A redução de pressão nas tubulações é uma tecnologia praticada rotineiramente pelas companhias de saneamento para redução de perdas de água.
Com o avanço dos equipamentos hidráulicos e da transmissão de dados, é possível acompanhar em tempo real a quantidade de água utilizada em uma determinada região e calibrar remotamente a pressão existente na tubulação local para reduzir a quantidade de água perdida em vazamentos e fraudes.
A Sabesp já aplica esta tecnologia na rede de abastecimento da Grande São Paulo desde 1997.
Ocorre que agora, com um verão mais seco e quente que em anos anteriores, e com níveis dos mananciais mais baixos que no inverno passado, é imprescindível intensificar esta ação para evitar a exaustão dos reservatórios e manter o abastecimento até a normalidade das chuvas.

A redução de pressão na sua região

Consulte abaixo se a Sabesp realiza a redução de pressão na sua região.
SetorPeriodicidadeInícioTérmino
JARAGUADiariamente13h4h
PARQUE ANHANGUERADiariamente21h5h
PIRITUBADiariamente13h4h

  • Para que a redução de pressão cause o menor transtorno possível na sua rotina, tenha no imóvel reservação de água adequada ao consumo dos usuários por 24 horas e verifique se as instalações internas estão ligadas à caixa de água e não diretamente à rede da rua.
  • A diferença entre período de redução de pressão em cada região se deve às características topográficas, tamanho da população e característica da tubulação enterrada do local.

22 de fev de 2015

RESULTADO SEGUNDO A PETROBRAS DO NAVIO PLATAFORMA CIDADE SÃO MATEUS

Comunicado da Petrobras sobre o navio-plataforma da BW Offshore, Cidade de São Mateus

Petrobras informou o resultado  da ocorrência da quarta-feira, dia 11/2, por volta de 12h50, de uma explosão a bordo do navio-plataforma Cidade de São Mateus operado pela empresa BW Offshore e afretado pela Petrobras. A unidade opera, desde junho de 2009, no pós-sal dos campos de Camarupim e Camarupim Norte, no litoral do Espírito Santo, a cerca de 120 km da costa. Do total de 74 trabalhadores embarcados, três não resistiram aos ferimentos e faleceram no local; dez sofreram ferimentos e já foram transferidos por helicóptero para atendimento médico em Vitória e outros seis estão desaparecidos.

A BW está prestando toda a assistência aos seus funcionários e familiares, com apoio da Petrobras. O acidente foi controlado a partir do imediato acionamento do Plano de Emergência com a mobilização de todos os recursos necessários. As operações da plataforma foram interrompidas. A produção da unidade era de cerca de 2,2 milhões de metros cúbicos por dia de gás natural.

A Petrobras notificou oficialmente a Marinha e a Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustiveis (ANP). A concessão de Camarupim é operada pela Petrobras (100%) e a de Camarupim Norte é uma parceria entre a Petrobras (75%) e a empresa Ouro Preto Energia (25%).

21 de fev de 2015

Situação dos Mananciais


Houve bastante chuvas até sexta-feira, mas com a mudança de tempo  a partir de 20/02/2014, devido ao deslocamento da massa de ar de São Paulo para Minas Gerais assim diminuindo a chuvas, e neste Domingo Sol e Calor fazem parte , mas pode ocorrer chuvas em pontos isolados na parte da tarde sem grandes proporções de alagamentos explica o meteorologista da Somar, Celso Oliveira. Agora o volume dos sistema Cantareira hoje em 21/02/2015 e de 10,2% comparando ao 6,1% em 10/02/2015.
Entretanto temos que economizar, veja as dicas das nossas matérias anteriores, pois temos 10 dicas de economia de água e aproveite nossas grandes ofertas com nossos grandes parceiros.
Veja o índice de armazenamento e pluviometria das represas que abastecem a Região Metropolitana de São Paulo.

Gráfico de volume do Sistema Cantareira

Volume útil até
15/05/2014: 8,2%
Volume útil + Reserva Técnica
em 21/02/2015 : 10,2 % (*)
0
2
4
6
8
10
12

% do Volume Útil
Com a entrada de 182,5 bilhões de litros de água da reserva técnica do Sistema Cantareira em 16/05/2014, foram acrescidos 18,5% sobre o volume total do sistema (982,07 bilhões de litros).
(*) Acrescidos 105,0 hm3 (bilhões de litros) referentes a Reserva Técnica II
:: Data: 21/02/2015 :: Nova Data: Dia  Mês  Ano      

volume armazenado10,2 %
pluviometria do dia0,0 mm
pluviometria acumulada no mês266,5 mm
média histórica do mês199,1 mm
volume armazenado18,0 %
pluviometria do dia1,1 mm
pluviometria acumulada no mês280,3 mm
média histórica do mês192,0 mm
volume armazenado57,5 %
pluviometria do dia0,4 mm
pluviometria acumulada no mês193,2 mm
média histórica do mês192,5 mm
volume armazenado36,6 %
pluviometria do dia0,0 mm
pluviometria acumulada no mês137,0 mm
média histórica do mês178,9 mm
volume armazenado83,9 %
pluviometria do dia0,0 mm
pluviometria acumulada no mês179,0 mm
média histórica do mês206,1 mm
volume armazenado35,2 %
pluviometria do dia0,0 mm
pluviometria acumulada no mês238,8 mm
média histórica do mês237,8 mm

18 de fev de 2015

Beija-Flor Campeã do Carnaval do Grupo Especial do Rio de Janeiro 2015 com enredo da Africa!

Grupo Especial RJ 2015 Beija-Flor Campeã agora c/ 13º Titulo



Com um patrocínio esquisito e polemico do governo autoritário DE R$10 MILHÕES do ditador da Africa Teodoro Obiang, com mais de 35 anos no comando ditador da Guiné Equatorial,

 com ainda mais especulações dizendo que o financiamento veio de empresas que tem obras lá na Africa envolvidas no escândalo Petrobras na operação lava-jato!

Acima de tudo à Beija-Flor de Nilópolis foi a grande campeã do carnaval do Rio de Janeiro 2015, mesmo com a ameaça da grande Salgueiro em ultrapassa-la na pontuação, com um desfile minucioso e rico em detalhes todas as ala, carros alegóricos, e membro foram praticamente perfeitos, e Salgueiro foi a vice perdendo por um décimo.

Entretanto na Salgueiro logo no inicio com as notas altas a presidenta Regina Celi estava animada, mas com o passar do tempo e os quesito eram julgados nota por nota a presidente foi ficando desanimada e tremia, sendo que a consolava Viviane Araújo à consolava e a escola estava ficando com mais tensão.

Quando na quadra a Diretoria da Salgueiro viu que a vitória era da escola rival desligaram o telão e começaram a cantar o samba enredo da escola, sendo que a quadra estava com 600 pessoas.




Situação dos Mananciais


CHUVAS CONTINUAM EM SÃO PAULO?



Grandes áreas de instabilidade estão avançando pelo Estado de SP e provocam chuva generalizada nesta manhã na Grande SP. A chuva está acontecendo desde o litoral paulista até a região de Pirassununga, no interior. A manhã desta quarta-feira segue chuvosa, com tendência de diminuição de chuva a partir da tarde. A temperatura agora na capital é de 20ºC.


Veja o índice de armazenamento e pluviometria das represas que abastecem a Região Metropolitana de São Paulo.

Gráfico de volume do Sistema Cantareira


CONFORME SEGUE O GRÁFICO COM AS CHUVAS ACONTECENDO O VOLUME EM PORCENTO SUBIU P/ 8,9% E AS PREVISÕES SÃO DE MAIS CHUVAS, MAS E BOM NÓS ECONOMIZARMOS E TORCER PARA MÃE NATUREZA FAZER CHOVER BEM MAIS!
Volume útil até
15/05/2014: 8,2%
Volume útil + Reserva Técnica
em 18/02/2015 : 8,9 % (*)
0
2
4
6
8
10
% do Volume Útil
Com a entrada de 182,5 bilhões de litros de água da reserva técnica do Sistema Cantareira em 16/05/2014, foram acrescidos 18,5% sobre o volume total do sistema (982,07 bilhões de litros).
(*) Acrescidos 105,0 hm3 (bilhões de litros) referentes a Reserva Técnica II
:: Data: 18/02/2015 :: Nova Data: Dia  Mês  Ano      
volume armazenado8,9 %
pluviometria do dia28,6 mm
pluviometria acumulada no mês257,0 mm
média histórica do mês199,1 mm
volume armazenado16,3 %
pluviometria do dia51,1 mm
pluviometria acumulada no mês268,1 mm
média histórica do mês192,0 mm
volume armazenado56,3 %
pluviometria do dia12,8 mm
pluviometria acumulada no mês185,0 mm
média histórica do mês192,5 mm
volume armazenado35,3 %
pluviometria do dia8,0 mm
pluviometria acumulada no mês131,6 mm
média histórica do mês178,9 mm
volume armazenado82,9 %
pluviometria do dia23,4 mm
pluviometria acumulada no mês170,2 mm
média histórica do mês206,1 mm
volume armazenado34,6 %
pluviometria do dia64,4 mm
pluviometria acumulada no mês225,4 mm
média histórica do mês237,8 mm