Instagram

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

CompreSempreBem: Março 2016

24 de mar de 2016

PROCON ESTA MULTANDO ESTACIONAMENTOS POR IRREGULARIDADES!

 
Notícias
Procon multa estacionamentos em R$ 231 mil por irregularidades no CE 
imagem transparente

Estacionamentos cobravam multa pela perda de tíquetes.
Cobrança de valor fixo pela comanda perdida em restaurante é proibida.

 
 
 
 
Procon Fortaleza autua estacionamento de shoppings por irregularidades (Foto: Procon/Divulgação)
Procon Fortaleza autua estacionamento por irregularidades (Foto: Procon/Divulgação)

Vinte estacionamentos de Fortaleza  foram multados em um total R$ 231 mil pelo Procon Fortaleza por infrações ao Código de Defesa do Consumidor (CDC). De acordo com o Procon, os estabelecimentos cobravam multa pela perda do tiquete e ainda exibiam placas e cartazes que retiram a responsabilidade dos estacionamentos em relação ao veículo ou aos objetos deixados no interior do automóvel.

A maioria dos estacionamentos multados são de shopping centers e redes de supermercados da capital cearense. As multas variam de R$ 7 a R$ 17 mil, de acordo com o porte econômico da empresa, reincidência e pela infração ao código. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 151 ou pelo aplicativo do órgão.

Outra reclamação de consumidores diz respeito a placas e cartazes que retiram a responsabilidade dos estacionamentos em relação ao veículo ou aos objetos deixados no interior do automóvel. Para o Procon, os avisos de placas e cartazes é uma tentativa de transferir a responsabilidade pela guarda de objetos e veículos ao consumidor, uma vez que cabe ao estacionamento prestar o serviço e tomar todos os cuidados necessários com os veículos e ainda com objetos no interior dos mesmos.
Consumidores chegaram a relatar que passavam por situações de constrangimento para que pagassem o valor pela perda do tíquete. Alguns estabelecimentos chegavam a cobrar até R$ 70 pela perda do cartão ou comanda.
"A cobrança é abusiva, pois cabe ao fornecedor cuidar do tempo de permanência do consumidor no estacionamento", revela a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos. Ela explica ainda que o CDC veda essa cobrança e classifica-a como abusiva.

Comanda
A cobrança pela perda da comanda de consumação em bares, restaurantes e casas de shows também é abusiva, segundo o Procon. Caso o consumidor seja constrangido ou impedido de sair do estabelecimento, o Procon orienta que seja feito o pagamento do valor, mesmo que indevido, guardando o cupom fiscal ou recibo. Em seguida, o consumidor deve registrar uma reclamação no Procon Fortaleza, pedindo a devolução em dobro. O Poder Judiciário também pode ser acionado para indenização de danos morais e materiais.


Fonte: G1

18 de mar de 2016

FALANDO DE DINHEIRO SEM TABU?


Notícias


Quebrando o tabu: a importância de falar de dinheiro 17/03/2016
imagem transparente

Nos casos mais graves, os pródigos estão sujeitos até a interdição

A crise tem nos feito (re)pensar nossa relação com o dinheiro. Conversamos mais sobre isso com amigos, vizinhos e parentes e trocamos experiências (positivas e negativas). Conversar sobre dinheiro ainda é um tabu. Na frente de crianças, alguns até perdem o fôlego para tratar desse assunto. Pode não ser fácil, mas esse tema deve ser abordado dentro das famílias desde cedo. Afinal o dinheiro e suas limitações devem ser compreendidos desde cedo pelas crianças. Não adianta fantasiar que se pode ter tudo, pois, na realidade, não se pode.

Entender essa complexidade é bom para o futuro das crianças e evita o surgimento de uma legião de adultos endividados pelos mais variados motivos. Dentre eles, chamo a atenção para os esbanjadores, perdulários ou pródigos. São pessoas que parecem que vivem numa realidade distante. A coisa está apertada para todos e eles continuam num padrão de consumo além das possibilidades e sem condição nenhuma de ser sustentado no futuro. São pessoas que não se preocupam com o dinheiro e com o futuro em nenhuma intensidade. Deixam isso para outras pessoas ou para “depois”. Isso acaba sendo desastroso.

Nos casos mais graves, os pródigos estão sujeitos até a interdição. Isso ocorre, pois podem acabar com o patrimônio todo de uma vida num ato só. Não pensam nas consequências e acabam tendo que ser interditados, sob pena de se dizimarem financeiramente de uma hora para a outra. Essas pessoas caminham, de uma forma derradeira, para o precipício financeiro. Cedo ou tarde a realidade de que o dinheiro não aceita desaforo vai surgir e cobrar um preço muito caro de quem tenta desafiá-lo.

A experiência tem demonstrado que o respeito ao dinheiro, gostando ou não dele, é uma necessidade de sobrevivência de todas as pessoas. Por mais que seja interessante se apropriar do cheque especial e do cartão de crédito como um "aumento de renda", isto é equivocado e trata-se de uma prática comum que pode levar você a um futuro desse sofrimento. Com o passar dos anos, aumentam sensivelmente, por exemplo, as despesas com saúde de forma quase astronômica e quem não se preparou lá atrás pode passar por momentos de sufoco, tendo que depender de familiares ou terceiros para suas necessidades mais imediatas. 

Recentemente uma matéria num jornal de ampla circulação no Brasil que os custos dos planos de saúde triplicarão nos próximos quinze anos.
As pessoas que gastam mais do que ganham acabam entrando numa espiral muito negativa para o futuro. Ao invés, de investirem, elas passam a ser reféns de cartão de crédito e cheque especial. Isso, talvez, não cause muito prejuízo no curto prazo, mas para os que fazem isso de uma forma contínua, o tempo chega e cobra um preço incrivelmente alto pelo mau uso do dinheiro. É muito comum caso de pessoas que tinha muito dinheiro há 20, 30 anos e hoje estão na rua da amargura por falta de educação financeira.

Não caia nessa armadilha também. Fique atento e proteja o seu dinheiro hoje e também o seu futuro financeiro de médio e longo prazo. O dinheiro não aceita desaforo. Não duvide disso.

Lélio Braga Calhau é Promotor de Justiça de defesa do consumidor do Ministério Público de Minas Gerais. Graduado em Psicologia pela UNIVALE, é Mestre em Direito do Estado e Cidadania pela UFG-RJ, palestrante e Coordenador do site e do Podcast "Educação Financeira para Todos".

10 de mar de 2016

Participe da pesquisa do Idec sobre gordura trans!


Notícias
Participe da pesquisa do Idec sobre gordura trans! 


Os dados coletados serão apresentados em audiência da Anvisa que vai discutir riscos da gordura trans em alimentos industrializados  
 
O Idec quer saber a opinião e conhecimento dos consumidores sobre o uso de gordura trans em alimentos. Para isso, desenvolveu um formulário de pesquisa online para coletar dados, já que não existem estudos desse tipo no Brasil. A pesquisa, disponível neste link, fica aberta até 22 de março. 
 
Os resultados serão apresentados no dia 28 de março em uma audiência pública da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que vai discutir o impacto do consumo da gordura trans em produtos industriais e alternativas regulatórias disponíveis. 
 
Em 2014, a agência de segurança alimentar dos Estados Unidos, Food and Drug Administration (FDA), decidiu banir a gordura trans artificial do país, por considerar que ela não é segura para consumo. 
 
No Brasil, o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) já se manisfestou apoiando a decisão norte-americana e defendendo que o Brasil siga o mesmo exemplo. 
 


Fonte: Idec


http://www.idec.org.br/em-acao/revista/emprestimo-amarrado/materia/a-gordura-trans-que-voce-no-ve


9 de mar de 2016

Notícias Você sabe o que é garantia estendida?


Notícias
Você sabe o que é garantia estendida? 
07/03/2016


imagem transparente

Ela é simplesmente um serviço pago e inserido na compra de bens duráveis, como a geladeira. Se bem usado, é um grande aliado para o consumidor
A semana começou com uma boa notícia para o consumidor com dúvidas sobre a chamada garantia estendida, o seguro mais vendido no varejo em geral – serviço ainda desconhecido por alguns. É que a Federação Nacional de Seguros Gerais (Fenseg) e a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNSeg) lançaram cartilhas, tanto para o varejo quanto para o consumidor, a respeito do assunto.

Em suma, garantia estendida é um seguro pago e que passa a ter validade após o fim da garantia do fabricante. Leia abaixo algumas informações úteis sobre essas garantias.
No caso da cartilha voltada para o consumidor, ela leva o nome de “Entenda o Seguro de Garantia Estendida: orientações para o consumidor”. Essa versão aprimorou a distribuição dos dados e levou em consideração algumas sugestões do consumidor. “Ela teve uma mudança completa na comparação com a primeira cartilha, de 2011. Nessa versão, nós pegamos todas essas informações e colocamos dentro de um conteúdo único, levando a informação que o consumidor pediu e procurou durante esse período”, diz Allan Rocha, presidente da comissão de garantia estendida da FenSeg e superintendente de seguros na Zurich Brasil seguros.

Demais informações estão no site: http://www.osegurogarantiaestendida.org.br
Fonte: FenSeg e CNSeg

8 de mar de 2016

Notícias Dicas para economizar gás de cozinha


Notícias
Dicas para economizar gás de cozinha 
07/03/2016
imagem transparente


Mudanças simples de hábitos podem ajudar em grandes economias no dia-a-dia. Na hora de cozinhar, por exemplo, é possível economizar o gás, e assim evitar desperdícios de recursos naturais, e ainda poupar dinheiro. Conheça algumas dicas que podem te ajudar, listadas pelo site Eco Consciente.
Matéria do site EcoDesenvolvimento

Escolha a boca certa
Não use uma panela pequena na maior boca do fogão, tentando ganhar tempo. Boa parte do calor nem chega a alcançar o fundo da panela, pois é perdido para as laterais.
Tampe bem as panelas
Durante o cozimento, mantenha as panelas sempre bem tampadas para aproveitar melhor o calor.
Prefira panelas de pressão
Sempre que possível, use panelas de pressão, que cozinham os alimentos em temperatura mais alta e, portanto, consomem menos gás. Use panelas de pressão com a certificação do Inmetro. A válvula de alívio deve estar desobstruída e a borracha de vedação em bom estado. Faça manutenção periódica da sua panela no serviço autorizado do fabricante.
Atenção para as chamas
As chamas do gás devem apresentar coloração azulada. A presença de tonalidades amareladas, que sujam o fundo da panela, é sinal de que os queimadores estão sujos ou desregulados, o que aumenta o consumo de gás. Mantenha os queimadores sempre limpos, lavando-os com água e detergente. Coloque-os no lugar somente quando estiverem completamente secos e verifique se estão corretamente acoplados.
Coma na mesma hora
Procure programar o horário das refeições da sua família para reduzir a necessidade de reaquecer os alimentos.
Evite abrir o forno
Evite abrir com frequência a porta do forno quando ele estiver funcionando e diminua a chama quando o forno chegar à temperatura desejada. O forno gasta o equivalente a dois ou três queimadores comuns.


Fonte: Universo Jatobá

7 de mar de 2016

Notícias Procon ganha ação na Justiça contra CVC, Dell computadores e Lojas Cem

  
Notícias
Procon ganha ação na Justiça contra CVC, Dell computadores e Lojas Cem 
04/03/2016
imagem transparente

Empresas foram proibidas de veicular propagandas colocando o preço da parcela em tamanho maior do que o valor à vista

franquias, kumon, am pm, jet oil, hoken, br mania, cvc, dia %, ótica diniz, ccaa, ótica carol
As empresas CVC, Dell computadores e Lojas Cem foram derrotadas pelo Procon Estadual em ação civil pública. Agora, estas companhias estão proibidas de colocar, em suas propagandas, o preço da parcela no pagamento a prazo em tamanho maior do que o valor à vista, segundo determinação da 2ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.
Foi considerado que essa prática induz o consumidor ao erro, indo contra o Código de Defesa do Consumidor (CDC) e a Lei Estadual 6.419/2013. O eventual descumprimento da sentença gera multa diária de R$ 5 mil.
Procurada pelo iG, a Dell se pronunciou dizendo que não vai comentar sobre o assunto no momento.
Apesar da decisão confirmar uma liminar que o Procon Estadual já havia obtido anteriormente, em 30 de janeiro de 2015, as empresas ainda têm permissão para recorrer.
Na última quarta-feira, o Procon Estadual já havia autuado empresa Pina Resende Comércio, Importação e Exportação, dona do site Oferta Melhor, pelo mesmo problema. Foram dados 15 dias úteis para a apresentação da defesa. Caso o prazo não seja cumprido ou os argumentos apresentados não sejam aceitos pelo Setor Jurídico do Procon Estadual, a empresa será multada.


Fonte: Brasil Econômico